Turbulência: O maior medo.

Lembro da sensação de pânico que me dominava cada vez que o avião começava a chacoalhar. Se ascendessem os sinais de afivelar cintos então, ai era quase certeza que eu ia precisar agarrar a mão de alguém… E ai podia ser qualquer pessoa. Dependendo de quão forte era a turbulência eu até chorava. De todos os meus medos durante um voo esse era o mais intenso e o que mais demorei a superar.

Captura de Ecrã (1)

Fiz uma pesquisa sobre medo de avião que muitos leitores responderam (foram mais de 430 respostas no total, MUITO obrigada a todos que participaram por sinal), e a turbulência é, de longe, o que mais assusta. Do total de pessoas que responderam a pesquisa, 70% das pessoas disseram ter algum medo de avião  (22% disseram ter PAVOR) e desses, 78% tem mais medo da turbulência do que de qualquer outra momento do vôo.

Vou começar com um fato que ouvi centenas de vezes e não adiantou nada (hehehe): turbulência não derruba avião. Me falaram isso repetidamente mas na hora que começava a tremer eu só pensava: Isso aqui vai cair!!!! Ouvir essa informação, por si só, não ajuda quem tem medo de avião. O que me ajudou mesmo foi entender PORQUE turbulência não derruba avião.

 

Antes de mais nada é importante entender as causas da turbulência. Ela ocorre por alguns fatores:

1)      Variações de pressão do ar – com essas variações o avião pode perder um pouco de sustentação (aquela sensação de que o avião caiu um pouquinho sabe? Era a que mais me assustava!). Mas o avião é PREPARADO para aguentar e muito bem essas variações. Pode parecer uma montanha russa, mas mantendo o angulo e velocidade não tem risco de cair.

2)      Ventos – principalmente ventos instáveis em zonas de montanha ou ventos fortes com mudanças de direção e velocidade e ventos causados por tempestades.

20160424221316

3)      Nuvens – Toda vez que o avião passa por nuvens ele chacoalha. As nuvens que mais causam turbulência se formam devido a correntes ascendentes. Com a nuvem já formada, o ar muda de temperatura e pressão o que também gera os incomodos balanços. Antigamente eu via uma nuvem e já sabia o que vinha pela frente: muito medo hehe

4)      Wake Turbulence ou Turbulência de Rastro: “rastros” de outros aviões, que se assemelha as ondas (marolas) que um barco deixa ao navegar que quando atinge outros barcos pode gerar chacoalhões.

wake turbulence
Wake turbulence

E muitos devem estar pensando, mas isso tudo ai que você falou não pode derrubar um avião? Vamos lá, em primeiro lugar, a turbulência que potencialmente poderia derrubar um avião é SEMPRE evitada.

Com a evolução da tecnologia e estudos meteorológicos mais eficientes, os pilotos tem toda a informação necessária para evitar, por exemplo, fortes tempestades ou “wind shears” que são pontuais, principalmente em altitudes mais baixas, com mudanças repentinas de velocidade e direção de vento. E quando digo em altitudes mais baixas é porque em altitudes altas, o avião consegue recuperar altitude se for necessário.

Caso um aeroporto apresente windshears o piloto é avisado pela meteorologia do aeroporto e pelo próprio avião. Ou seja, tem avisos CLAROS de que não está em condições de aterrar.

O avião também é desenhado para aguentar muita força G, muito mais do que a gente imagina. Muitas vezes nossa sensação da intensidade da turbulência é muito diferente da realidade. Explico. Meu marido costumava me falar, uma referência não técnica para que eu tivesse uma ideia:: uma turbulência só é considerada forte se as malas dos bagageiros abrirem. E quando isso ocorre, o risco é de alguém de se machucar (por isso é SEMPRE fundamental estar com os cintos apertados quando estiverem sentados #discurso #mesentiacomissaria) e não da queda do avião, pois ele foi projetado para suportar turbulências muito severas.  Se os bagageiros não abriram, geralmente é um turbulência classificada como moderada ou leve. Diferente da nossa percepção né? Eu já passei por turbulências com o maridão no começo do namoro que eu ficava desesperada. Hoje ele brinca que nem levanto os olhos do notebook/livro/serie/filme/soduko/seja qual for o entretenimento do momento hehe. Esse post mesmo estou escrevendo em pleno voo turbulento!

cockpit nascer do sol 2
Hoje em dia eu aproveito a vista maravilhosa dos voos! 🙂

E posso falar: mudou a minha vida perder esse medo. Era uma tensão, eu não conseguia relaxar. Dormir então, nem pensar!

Hoje em dia aproveito o balanço para embalar o sono. E quando tem uma turbulência muito extrema fico mentalizando o que meu marido me fala constantemente: turbulência por si só NÃO derruba avião. E assim, consigo viajar tranquila. Outro dia eu acalmei uma passageira que estava aos prantos do meu lado. Quem diria que seria eu a acalmar e não ser acalmada? Heheh

Beijos e bons voos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s