O paraíso desconhecido: 5 razões para conhecer São Tomé e Príncipe!

IMG-20170712-WA0042“Eu adoro morar aqui! Posso ir pescar e grelhar o peixe na praia! “Esta foi a resposta que Adler, um jovem de dezesseis anos muito inteligente e bonito me deu quando eu perguntei se ele gostava de morar no Ilhéu das Rolas, uma pequena Ilha a 2 km de distância de São Tomé. Eu simpatizei instantaneamente com Adler, assim como ocorreu com todo o país de São Tomé e Príncipe. É o segundo menor país africano composto de duas pequenas ilhas ao largo da costa oeste do continente, com apenas 972 km2 e uma população de 190.000 habitantes. É uma antiga colônia portuguesa e a língua oficial ainda é português, por isso foi fácil me comunicar com todos durante a minha curta viagem de 4 dias.

São Tomé - leve leve

Na chegada, pude ver rapidamente por que este país tem um dos índices de desenvolvimento humano mais baixos do mundo. Olho pela janela do nosso jeep alugado e vejo centenas de casas de madeira, crianças que correm com os pés descalços na terra, muitas vezes sem nenhum adulto por perto para supervisionar e carros antigos que, muitas vezes, não têm nem janelas. Ao dirigir pela cidade na única estrada do país, eu também vejo vários antigos edifícios coloniais em ruínas, que dão ao país seu caráter único. No entanto, o que essas ilhas carecem de infra-estrutura elas compensam em beleza natural, tranquilidade e felicidade.

A minha estadia foi curta, mas no pouco tempo que estive lá, definitivamente poderia dizer que existem muitas razões excelentes pelas quais valeu a pena visitar este destino amplamente desconhecido. Estes são os principais:

1) A escolha infinita de praias desertas.

Por não ser um destino turístico popular, a natureza ainda é muito virgem e encontrei lindas praias desertas ao longo da costa. Praia Jalé, Praia da Piscina, Ilhéu das Rolas e Lagoa Azul são apenas algumas das diversas opções de praias deslumbrantes que visitei. Areia branca, mar turquesa, palmeiras e nem uma pessoa à vista.

IMG_20170712_163941_592

O hotel em que fiquei, o Club Santana tem uma praia privada muito bonita e um passeio de barco gratuito para o Ilhéu Santana, que obviamente fiz. Foi uma aventura a bordo de um pequeno barco de madeira e nosso guia navegou com habilidade nas águas difíceis para o Ilhéu, que é vulcânico, mas tem várias palmeiras, criando um visual único. Enquanto eu estava admirando a singularidade deste Ilhéu, o guia acelerou entre rochas e nos levou para dentro do Ilhéu, onde a água estava clara e calma e eu pude desfrutar de um mergulho. Foi SURPREENDENTE. A Lagoa Azul estava deserta também e, como o próprio nome diz, é uma praia que lembra uma lagoa, com água cristalina, rodeada de rochas e árvores peladas, algo realmente único.

2) Verde, Verde, Verde, muito verde por todos os lados.

São Tomé - Green Green GreenAs florestas tropicais que cobrem a ilha também são incríveis para explorar. Visitei as Cataratas da São Nicolau, uma cachoeira enorme no meio da selva. Adorei que durente todo o tempo em São Tomé, ao passear de carro ou a pé, consegui admirar a pluralidade da flora, a grande diversidade de plantações e selvas. Eu recomendo fortemente a caminhada em Ilheu das Rolas até a marca de onde passa o Equador. A caminhada é fácil e bonita e a vista é incrível.

3) A comida é excelente. E barata!

São Tomé -roça sao joao anglares
Roça São João de Angolares

Peixe, banana, manga, fruta-pão, arroz, frango, tudo o que eu e meus companheiros de viagem experimentaram em São Tomé foi absolutamente delicioso. Do restaurante local no centro da cidade ao maravilhoso cardápio degustação oferecido pelo famoso cozinheiro João Carlos Silva na Roça São João de Angolares tudo foi incrível. Este chef mundialmente famoso (embora odeie ser chamado disso, prefere a palavra cozinheiro), recebe pessoalmente todos os seus convidados na Roça e explica a jornada de sabores em que estão prestes a embarcar. Esta maravilhosa refeição de 5 pratos custa apenas 15 euros por pessoa , e é equivalente a muitos restaurantes com estrela Michelin que cobram pelo menos 10 vezes esse preço. Todos os ingredientes vem ali da aldeia de Angolares ou sao colhidos ali mesmo na Roça.

Outra grande surpresa foi o restaurante da  Casa Museu Almada Negreiros. Este restaurante está localizado no meio da selva e oferece comida e experiência cultural incríveis. Servem de museu / loja para artistas locais. Pinturas e esculturas são vendidos a preços razoáveis, e a vista da densa floresta completam o charme.

Uma opção para jantar no centro é o restaurante 5 sentidos. Comandado pelo Chef João Nunes, o 5 sentidos tem um simpático ambiente com jardim e a comida deliciosa mistura o tradicional português com influências de São Tomenses. A mousse de cacau é a sobremesa obrigatória! Outra ótima opção para almoçar ou lanchar no centro é a Pastelaria Central. A dona, Maria Helena, é o máximo e o café é uma delicia!

4) O chocolate.

São Tomé e Príncipe é famoso por sua produção de cacau. Portanto, não é difícil imaginar por que eles fazem o melhor chocolate do mundo lá. Se você fizer a viagem ao Principe, pode visitar a fazenda Corallo e ver as plantações. No entanto, eu só fiquei em São Tomé, então visitei sua fábrica e loja onde o próprio Corallo explica todo o processo de produção do melhor chocolate orgânico do mundo. Provei o caramelo com 80% de cacau e sal e pimenta. Os preços também são um pouco salgados, mas vale a pena.

5) As pessoas.

São Tomé e Príncipe é um dos países com as pessoas mais simpáticas que já conheci. “Leve Leve” é a expressão pela qual a ilha vive. As taxas de criminalidade são mínimas e mesmo que o país seja muito pobre, as pessoas estão sempre felizes e dispostas a ajudar. Conheci muita gente nas Roças que visitamos, o pessoal ama uma boa conversa! Contam histórias de seus pais e avós e falam muito da vida deles, do governo e dos sonhos. Ah, os sonhos…  Muitos dos adolescentes sonham em estudar em Portugal. Outros querem pescar, como os pais. Outros querem simplesmente estudar e viver o dia, o agora. O Adler, que conheci no Ilhéu das Rolas, me levou para passear, contou tudo sobre a ilha, nos levou em praias escondidas. Nós não tínhamos nada para doar, mas deixei minhas Havaianas para que ele presenteasse a irmã e o marido deixou os tênis. Ele não pediu nada. Ofereceu sua companhia e dividiu conosco alguns segredos da ilha, mesmo depois de saber que não tínhamos nada para oferecer.

IMG-20160823-WA0043
Eu e o Adler. E minha sacola de presente 🙂

Eu me apaixonei por São Tomé e não vejo a hora de voltar a esta ilha e descobrir outras razões pelas quais esse destino incomum é um must-go. Tenho certeza de que, se eu tiver tempo suficiente, a próxima lista será muito mais longa. E quando eu voltar, definitivamente vou procurar Adler. Embora não usufrua de coisas básicas, ele foi me supreender na volta do Ilhéu com uma sacola de presentes com flores e frutas frescas: “Um presente de São Tomé”, ele disse. Ele não tem idéia do impacto que o presente teve no meu coração e em mim. Voltarei Adler, me aguarde!

Anúncios

Um comentário sobre “O paraíso desconhecido: 5 razões para conhecer São Tomé e Príncipe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s